sexta-feira, julho 14, 2017

Transforme os cultos em sua Igreja local

Você já observou como os cultos de domingo e quarta-feira estão na UTI na maioria das nossas Igrejas?

Em algumas, até o programa do Sábado está com um ar "frio" e "sem vida".

Uma querida leitora aqui do blog, a Fabíola, me sugeriu que falasse um pouco sobre esse assunto. Vamos lá...

O que podemos fazer para reavivarmos nossas Igrejas?
Como podemos melhorar a audiências aos cultos?
O que fazer para trazer mais visitas?

Considere as seguintes sugestões, designadas para acrescentar vida e vigor ao serviço de adoração. O culto inspirador não apenas é uma marca de qualidade, mas é característica vital numa igreja que cresce.


Eles não estão descritos com grandes detalhes, dando ampla oportunidade para cada congregação de adaptá-los às necessidades locais. 

Adaptado de material do Pr. Abdala (site da UCB).

SERMÃO
1. Dramatize uma passagem da Bíblia como parte do sermão.
2. Não conte uma história infantil no início do sermão, mas introduza uma “caixa de surpresas”. Verifique o conteúdo periodicamente para estimular curiosidade e use objetos da caixa como uma ilustração visual do sermão.
3. Tente um “sermão musical”. Escolha os hinos de tal maneira que sirvam aos objetivos da mensagem. Isso funciona bem se o tópico do sermão é o "louvor".
4. Use gráficos e audiovisuais. Permita que a congregação veja mais do que ouve.
5. Promova um curso de reciclagem para os pregadores de sua Igreja. 6. Faça um rodízio entre os pregadores do seu Distrito, para que a Igreja tenha sempre uma pessoa nova repartindo o Pão da Vida.

MÚSICA CONGREGACIONAL
7. Introduza o acompanhamento de algum instrumento musical bem tocado (flauta, violão, teclado). Isso aumentará a qualidade do cântico congregacional.
8. Aprenda um novo hino do hinário para ser ensinado no serviço de cânticos a cada culto.
9. Tenha dois ou mais cantores de apoio com microfones à frente para encorajar a participação de todos.
10. Conclua o sermão com um apelo acompanhado por um hino cantado pela congregação com mãos erguidas, como símbolo de compromisso e unidade.

ORAÇÃO
11. Tenha três pessoas partilhando a oração. Uma responsável pelo louvor, outra pela gratidão e outra pela intercessão, que são as partes de uma oração feita no culto de adoração.
12. Convide (com antecedência) uma criança para oferecer a oração inicial. As palavras podem ser simples, mas o impacto será grande.
13. Tenha pessoas de diferentes grupos da congregação oferecendo a oração cada semana. Aponte pessoas como representantes daquele grupo: pais, jovens, universitários, crianças, casais, idosos, etc.
14. Tenha uma família, ou classe da Escola Sabatina, pequeno grupo, desbravadores, etc., com oportunidade de orar. Cada pessoa do grupo oferecendo uma frase. A participação é o elemento crucial aqui.

ESCRITURAS
15. Tente leitura antifonal (responsiva), com jovens e idosos ou homens e mulheres. Lendo responsivamente segmentos da Bíblia, logo após o Serviço de Cânticos.
16. Ilustre a leitura com slides, filmes ou vídeo. Use fundo musical para a leitura.
17. Tenha um membro em que o texto das Escrituras seja apresentado na forma de vídeo ou áudio (pode ser a coleção de Cid Moreira), ilustrado pelo slide de uma paisagem, caso a Igreja possua projetor de vídeo.

OFERTAS
18. Coloque as famílias como responsáveis pela coleta das ofertas, pelo menos uma vez ao mês. 19. Tenha, de vez em quando, crianças uniformizadas (Desbravadores, Aventureiros, alunos da Escola Adventista, etc.) coletando as ofertas.
20. Na Escola Sabatina do 13º sábado, convide a congregação para trazer suas ofertas vindo à frente e depositando-as numa cesta. Isso providencia movimentação para os jovens adoradores.
21. Traga pessoas para testemunharem sobre a fidelidade na mordomia.

BOAS VINDAS
22. Convide os membros a apresentarem as visitas que eles trouxeram.
23. Estimule o povo a cumprimentar os que estão próximos deles.
24. Faça um cartão especial para ser entregue ao visitante pela primeira vez, com o endereço da Igreja, horário dos cultos, telefone dos Anciãos e do Pastor.

CRIANÇAS
25. Convide-as a virem à frente durante o hino final, fixando os desenhos que fizeram durante o culto, em um mural.
26. Recolha os desenhos à porta e fixe os melhores no quadro de anúncios.
27. Planeje o culto das crianças uma ou duas vezes no semestre. Deixe-as participar o quanto possível.
28. Forme um coral de crianças.
29. Convide as crianças a dramatizarem alguma história bíblica bem conhecida, na frente da congregação.

TESTEMUNHO
30. Entreviste alguém na congregação sobre sua conversão, profissão, etc. Se algo realmente importante aconteceu a alguém, entreviste-a. Deixe a pessoa partilhar sua gratidão e alegria perante Deus e a congregação.
31. Filme uma entrevista com um membro, dando à pessoa a chance de partilhar seu testemunho. Mostre a pessoa em seu dia-a-dia (no seu trabalho, casa e na igreja).
32. Providencie oportunidade para os membros expressarem emoção quando algo acontece que afeta a congregação - tragédias, maravilhosas bênçãos, crise, etc.
33. Peça que duas pessoas comentem o sermão do último sábado, mostrando em que a verdade apresentada tem afetado a sua vida.

OUTRAS IDEIAS
34. Mude a sequência dos eventos (sermão antes dos pedidos de oração na quarta-feira, por exemplo). Não caia na FRIA e MONÓTONA rotina.
35. Planeje períodos de meditação durante o culto. O silêncio também tem seu lugar.
36. Traga famílias à plataforma. Podem ser responsáveis pelo hino, boas vindas, leitura de Bíblia, etc.
37. Planeje a ceia para sexta à noite. Use pedaços grandes de pão e grandes cálices de vinho. Candelabros e o assentar-se ao redor de uma grande mesa podem dar um efeito todo especial.
38. Transforme o culto de domingo em um culto realmente evangelístico, com brindes, mensagens musicais alegres e uma mensagem bíblica doutrinária e cristocêntrica.
39. Integre os Desbravadores em todos os eventos da Igreja.
40. Promova frequentemente um almoço de sábado com toda a Igreja, onde cada um traz um "prato" para partilhar com os demais.

Peça a Deus sabedoria, e Ele te concederá a luz para fazer de sua Igreja local o MELHOR LUGAR DO MUNDO. 


6 comentários:

Adams Roberto Santos disse...

Olá Professor e Pastor Gilson Medeiros, bom dia!
Fiquei impressionado com as dicas para a igreja iniciar um verdadeiro reavivamento. Sinceramente quase lhe daria uma nota 10 com louvores, mas tem um item em particular que me deixou meio triste. Portanto a minha nota é 9,999... - faltou 0,0001% (rsrsrs).
O item: 10. Conclua o sermão com um apelo acompanhado por um hino cantado pela congregação com mãos erguidas, como símbolo de compromisso e unidade.
Sei muito bem que as profecias serão cumpridas, queiramos que isto aconteça ou não. Só que este levantar as mãos me lembra muito a questão do povo que Deus tirou do Egito. Pelo menos parece um pouco, pois eles estavam de punhos fechados. (rsrsrs)
Não sei se o senhor já visitou um terreiro de camdoblé ou de macumba mesmo, ou alguma igreja evangélica pentecostal. Tem ou parece algo muito comum com o levantar as mãos. Não demora muito e estaremos batendo as mãos e os pés. (rsrsrs).
Por favor me perdoe se exagerei na minha crítica.
No livro Atos dos Apóstolos, a saudosa irmã White menciona que Paulo era muito crítico, mas era um cristão sincero e Deus o perdoou.
Agradeço a Deus de todo coração por colocar pessoas como o senhor a sempre nos ensinar muitas coisas.
Que Deus abençoe o seu ministério bem como a sua família.
Um abraço com muito carinho,

Adams

Prof. Gilson Medeiros disse...

Prezado Adams, respeito seu ponto de vista e agradeço o seu comentário.

Mas discordo dele por um motivo simples: é SEU ponto de vista...rsrs

A Teologia, como uma ciência Humana, tem dessas coisas, pois ela deixa espaço para uma interpretação pessoal de temas secundários.

Particularmente, não vejo nada de mais em se pedir para a igreja levantar as mãos, confirmando o seu desejo de entregar-se ao Senhor, segundo o que refletiram no sermão apresentado.

Na minha modesta opinião (vê a questão da interpretação pessoal? rsrs), é o mesmo que acontece quando um professor chama o nome do aluno e este responde "presente", mesmo sabendo que o professor está ali olhando para ele.

É só um gesto afirmativo, e nada tem que ver com o candomblé ou heresias do gênero.

Um abraço.

Adams Roberto Santos disse...

Olá Professor e Pastor Gilson Medeiros, boa tarde!

Agradeço a Deus por sua sensibilidade e resposta à minha crítica.

Vou postar no meu blog a referida matéria. Até uma próxima oportunidade.

Um abraço com muito carinho, em Cristo Jesus,

Adams

Cidinha disse...

Olá ! Boa tarde e bom sábado!!! Gostei muito deste texto, aliás acho que a igreja adventista está mesmo precisando de pastores que ensinem seus membros a demonstrarem mais os sentimentos de prazer ao estarem na casa do Senhor com um ... Glória a Deus!... Alelúia!!e não somente...com o Amém. Creio que não há nada de errado da essa liberdade aos fiéis; falo por mim mesma que muitas vezes sinto vontade de expressar meu contentamento, mas fico sem jeito de o fazer... Creio que com ensinamento poderíamos trazer até mesmo mais alegria aos cultos sem colocar de lado a disciplina, pois particularmente sinto que nem no cemitério há tanto silêncio.
Deus continue abençoando o senhor, pastor Gilson e sua família.

Cristiane Maia disse...

Gostei demais de suas sugestões e vou passar a adotar na igreja. Fiquei curiosa sobre a caixa de surpresa. Poderia me dar idéias?
Grata

Gilson Medeiros disse...

Olá, Cristiane.
Que bom que gostou! Espero que sua igreja fique cheia de dinamismo e espiritualidade.

A ideia da caixa é bem simples, usada para substituir a historinha para as crianças. Coloque diversos objetos curiosos dentro da caixa, ou, se preferir, coloque apenas objetos relacionados com algum tema ou história bíblica. À medida que for retirando o objeto, a pessoa vai contar um pouco sobre aquele objeto. Por exemplo: algo sobre a arqueologia, a história, os costumes, etc., de algum povo ou personagem da Bíblia.

Vi uma vez essa experiência em uma igreja, e achei bem interessantes para as crianças, tanto as pequenas quanto as maiores.

Pela a Deus sabedoria e use sua criatividade... seus pequeninos vão amar.

Um abraço
Gilson.

Cursos Básico, Médio e Avançado

Ebook 101 Razões